O Arquiteto que o Mundo Precisa que Você Seja

BG FA - O Arquiteto que o Mundo Precisa que Você Seja

Julho, férias e um tempinho a mais para me dedicar ao blog! Lembrando que vocês podem sempre acompanhar e interagir conosco através das redes sociais como o Instagram e a nossa página no Facebook, além de diversas inspirações de design e arquitetura através do Pinterest!

E depois de um “pequeno” tempo sem postagens rs o Futura Arquiteta volta com um post reflexivo e importante sobre o papel do arquiteto na sociedade atual e no futuro. É sempre de suma importância que o profissional dessa área se envolva em debates, pesquisas e reflexões sobre a realidade em que está inserido e o que a sociedade espera de nós, já que dentro da arquitetura é ela (a sociedade) quem irá direcionar o nosso trabalho e, torná-lo ou não, útil e significativo, podendo até mesmo se tornar revolucionário, como por exemplo a produção do renomado arquiteto Le Corbusier e os 5 pontos da arquitetura moderna – planta livre, fachada livre, pilotis, janelas em fita e terraço jardim – presentes até hoje em nosso cotidiano.

Mas quais são as nossas necessidades hoje? O que podemos fazer para solucionar tantos problemas atuais pensando num futuro melhor? E o que nós futuros e arquitetos temos a ver com isso?

Futura Arquiteta1Fonte: https://br.pinterest.com/aaschool/

 

Diferentemente do que muitos devem ter em mente, arquitetura não é só construção [1]acima de tudo é fundamental que nós arquitetos tenhamos noção da escala humana e sejamos perceptíveis as suas necessidades básicas, o que interfere diretamente na nossa relação com a sociedade e no produto que iremos oferecê-la – nisso a formação também em urbanismo que temos em nossa grade curricular, contribui bastante para enxergarmos além.

Diante do atual contexto urbano e a crise mundial de habitação, o papel do arquiteto e a sua visão apurada são fundamentais para apresentação e execução de soluções reais e adequadas a cada situação, devendo sempre prezar por práticas sustentáveis (econômica, ambiental e fiscal).  Dentro desses problemas nos deparamos também com o crescimento populacional urbano previsto para os próximos anos e também a imigração – questões que demandam ainda mais planejamentos de médio prazo, para que agindo o quanto antes possamos garantir um futuro melhor.

“Atualmente, na América do Sul habitam mais de 400 milhões de pessoas – 6% da população mundial – das quais, mais de 80% vivem em zonas urbanizadas. Isto tem gerado um grande déficit de habitações em todo o continente, e sem respostas claras frente a este processo de urbanização, as cidades vão sendo compostas por assentamentos informais difíceis de manejar depois de consolidados. Segundo o último relatório da ONU Habitat, na América Latina e no Caribe a quantidade de pessoas vivendo em assentamentos precários chega a 110,7 milhões.” [2]

a7db59e8b6061d61d2d3b9286891659aFonte: http://wfsmith.tumblr.com/image/41048958726

 

A arquitetura tem um papel social, e sobre isso devemos levar em consideração que o nosso trabalho também deve ser direcionado às classes menos favorecidas. Um bom exemplo disso é o recente Pritzker (Jan/2016) concedido ao arquiteto chileno Alejandro Aravena, onde a frente do escritório Elemental já construiu mais de 2.500 unidades de habitação social, além do seu ativismo em questões do gênero. Não para menos, Aravena teve sua importância reconhecida por Tom Pritzker, na cerimônia de premiação:

      “O seu trabalho dá a oportunidade econômica para os menos privilegiados, mitiga os efeitos de desastres naturais, reduz o consumo de energia e provê um bem-vindo espaço público. Inovador e inspirador, ele mostra como a arquitetura pode melhorar a vida das pessoas”  [3]

FA - O Arquiteto que o Mundo Precisa que Você Seja - AravenaArquiteto chileno Alejandro Aravena e alguns de seus projetos de habitação social:
1. Quinta Monroy 2. Villa Verde Housing
Fonte: http://radio.uchile.cl/2016/01/13/alejandro-aravena-gana-premio-pritzker-2016-el-nobel-de-la-arquitectura/

 

Além de Aravena, há ainda uma arquiteta que está atualmente em destaque pelo prêmio Emerging Woman Architect of the Year, concedido pelo Architecture Journal. Recentemente num artigo de uma entrevista com a arquiteta Julia King no site ArchDaily, tive a oportunidade de conhecer um pouco do seu trabalho e sua opinião sobre a produção atual de arquitetura (acesse a entrevista aqui), o que afirmou ainda mais a percepção do quanto ainda precisamos aprender com o nosso entorno, principalmente o que está distante – não apenas geograficamente falando.

“Procuro inspiração (ou oportunidades) nas pessoas e lugares ao invés de procurar por pessoas e lugares que recebam minhas ideias.”  Julia King. [4]

King, teve seu trabalho reconhecido por ir muito além do que tradicionalmente se é considerado como “arquitetura”. Através de um PhD prático pelo ARCSR, (sigla em inglês para o Arquitetura para as Mudanças Rápidas e Recursos Escassos) nas favelas da Índia, Julia teve a oportunidade de entender que mais do que a arquitetura tradicional – estritamente ligada a construção – a comunidade precisava de atenção a uma das suas necessidades fundamentais: o sistema de esgoto. Em suma, Julia King desenvolve seus trabalhos juntamente com a ONG indiana CURE (sigla em inglês para Centro para Excelência Urbana e Regional), sendo o seu maior projeto um sistema de descentralização de saneamento – uma infraestrutura que permitiu à aproximadamente 2.000 pessoas o acesso a um banheiro – numa comunidade aonde anteriormente as famílias defecavam à céu aberto.

FA - O Arquiteto que o Mundo Precisa que Você Seja - Julia KingArquiteta recentemente em destaque pelo seu trabalho humanitário junto a ONG indiana CURE
Fonte: http://www.archdaily.com.br/br/751175/introduzindo-a-garota-penico-a-arquiteta-do-futuro


“Eu poderia ter construído uma biblioteca ou uma estação de ônibus mas o que era mais necessário era esgoto – fazer o que a comunidade não poderia fazer por si só para que pudessem seguir com o que eles fazem muito bem, que é fazer cidades a partir de casas. […]”
 Julia King

Arquitetos como Aravena e Julia King, geram uma grande reflexão sobre o nosso compromisso, sobretudo com o ser humano, sem distingui-lo por classe, raça ou renda. Porém, ainda não é possível negar que a produção arquitetônica em sua maioria é voltada para a elite, deixando de lado necessidades urbanas e os mais pobres.

Em uma das perguntas da entrevista realizada por Vanessa Quirk para o ArchDaily, King fala ainda da sua visão sobre o comportamento distante dos arquitetos frente às questões sociais:

“Por que existem tão poucos arquitetos nesta área? Acho que existe uma grande desconexão de como a arquitetura é ensinada, praticada, e a realidade das cidades e um ambiente mais construído. O foco na arquitetura como uma forma de arte é ainda endêmica; no entanto isto está mudando, ainda que lentamente. Então acho que a profissão em geral percebeu que nós somos irrelevantes – é difícil assumir este fato, mas parece certo para mim – arquitetos em todo o mundo estão envolvidos com apenas 2% do ambiente construído.” Julia King

Portanto, a arquitetura é um ambiente muito amplo, subestimada se definida ou entendida apenas por um de seus viés, por isso devemos pensar e repensar sobre o nosso papel como arquitetos. Nada é perfeito, mas como diria Rem Koolhaas “a arquitetura é uma profissão perigosa” [5]. É preciso ir além do que o poder aquisitivo e/ou mercado imobiliário nos pede, é preciso ousar para fazer a diferença que o mundo precisa, pois toda consequência – boa ou ruim – será fruto do nosso trabalho. Logo, se queremos de alguma forma nos destacar e principalmente vivermos em um mundo melhor, talvez não seja fazendo apenas casas bonitas, mas começando por não temer pessoas e buscando soluções para problemas de quem menos possui oportunidades para sustentar-se dignamente em uma sociedade cada vez mais individual.

1da21ef1be2969da7b6e488fa98c8c6dFonte: http://chatterbox.typepad.com/portlandarchitecture/

“[…] A beleza é a função maior. Não há beleza que não contenha o resto.” Álvaro Siza. [6]

Um bom arquiteto não deve ter medo de pessoas. E uma boa arquitetura pode ser uma porta para a igualdade. O que o mundo precisa da gente (futuros e arquitetos) não são de projetos de custos adicionais e quantitativos, mas de valores acrescidos e qualitativos na vida de todos.

[1] [6] SIZA, Álvaro. Siza Vieira. “A reforma dá uma neura terrível”. Expresso, Portugal, 19 mar. 2016. Disponível em: <http://expresso.sapo.pt/sociedade/2016-03-27-Siza-Vieira.-A-reforma-da-uma-neura-terrivel>. Acesso em: 18 jul. 2016.
[2]  ARCHDAILY. Alejandro Aravena vence o Prêmio Pritzker 2016. Disponível em: <http://www.archdaily.com.br/br/780248/alejandro-aravena-vence-o-premio-pritzker-2016>. Acesso em: 18 jul. 2016.
[3] PRITZKER, Tom. Empresário e Filantropo. In: BERNARDO, Kaluan. Prêmio reacende o debate sobre papel social da arquitetura. Disponível em: <https://www.nexojornal.com.br/expresso/2016/01/13/Pr%C3%AAmio-reacende-o-debate-sobre-papel-social-da-arquitetura>. Acesso em: 18 jul. 2016.
[4] KING, Julia. Entrevista com Julia King – a arquiteta do futuro(?). Disponível em: <http://www.archdaily.com.br/br/751175/introduzindo-a-garota-penico-a-arquiteta-do-futuro>. Acesso em: 18 jul. 2016.
[5] KWINTER, Sanford. Rem Koolhaas: conversa com estudantes. Barcelona: Gustavo Gili, 2002. 94 p. E-book. 

Potencializando o Conceito do Seu Projeto

Potencializando o seu projeto FA

Fim de semestre vai chegando e é correria que não acaba mais (genteee, confesso que estou pirando esse semestre com tanto trabalho para fazer – me desculpem a minha longa ausência no blog), é trabalho atrás do outro e quando a gente acha que termina, muito pelo contrário, tem mais e mais detalhes para desenvolver.

Mas vida de arquiteto acaba sendo assim né gente? E apesar disso tudo, meu amor pela profissão só cresce!

Quando vai chegando a hora de apresentar o projeto ao professor ou até mesmo ao cliente, a preocupação dobra e nos vem a dúvida: Como apresentar todo aquele conteúdo que trabalhamos por semanas, para que a gente consiga cumprir e transmitir a ideia da forma mais clara e convincente ao nosso público alvo? Nós como estudantes/profissionais de um curso de artes, que exige um determinado grau de criatividade, é natural que já nos venha em mente algum tipo de diagramação que facilite essa nossa transmissão de ideias. Mas e quando não funciona bem assim, o que fazer?

Como designer de interiores e agora estudante de arquitetura, eu já tinha uma breve noção sobre o poder que uma boa diagramação tem ao ajudar na conceituação da proposta projetual. Mas o que é diagramar? Diagramar é a forma como você vai organizar uma determinada informação (textos, imagens…) e fazer com que ela interaja com os demais elementos visuais de forma harmônica. Mas, melhor do que apenas explicar, irei compartilhar com vocês algumas dicas e, exemplos de pranchas que achei – dentre toda essa minha correria haha – lá no Pinterest! Algumas dicas podem parecer óbvias, mas podem ter certeza que nem todo mundo coloca em prática.

Colagens82
      https://br.pinterest.com/pin/444026844493436178/ | https://br.pinterest.com/pin/444026844493436011/
  • Primeiro, tenha já prontas todas as informações que pretende colocar na prancha para que possa ter uma noção prévia de como organizá-las.

Prancha

https://br.pinterest.com/pin/444026844493436024/ | https://br.pinterest.com/pin/444026844493435999/
  • Depois do material pronto, observe a cartela de cores predominantes no seu projeto e escolha alguma(as) cor(es) entre essas para representá-lo na prancha. Dê preferências aquelas que sejam mais sóbrias para que não torne a sua apresentação infantil (a não ser que essa seja a proposta) ou até mesmo chame mais atenção do que o conteúdo.

Colagens85

  https://br.pinterest.com/pin/444026844493436060/ | https://br.pinterest.com/pin/444026844493435952/
  • Quer dispor as imagens ou textos em formatos diferentes? Observe o seu projeto (linhas, curvas, espessuras…), ou até mesmo o contexto em que ele está inserido, pois tudo pode servir de inspiração na hora de dispor toda a informação da forma mais harmônica possível.

Colagens84

  https://br.pinterest.com/pin/444026844493435855/ | https://br.pinterest.com/pin/444026844493436072/                     | https://br.pinterest.com/pin/444026844493436012/ 
  • Quanto ao texto, prefira colocá-lo numa cor de fonte ou até mesmo num fundo que contraste com a cor escolhida, para que facilite a leitura. Todo conteúdo é de suma importância para que a sua ideia seja transmitida da forma que deseja.

Colagens83

https://br.pinterest.com/pin/444026844493436153/ | https://br.pinterest.com/pin/444026844493436148/
  • Caso queira misturar linguagens gráficas (grafite + digital, por exemplo), tenha cuidado ao editar as imagens para que não se destoem e pareçam que não são do mesmo projeto.

d40115a92b3839ea327d967de85ef54d

https://br.pinterest.com/pin/444026844493435907/
  • Solte a imaginação! O curso de arquitetura nos permite e devemos exercitá-la sempre que pudermos sem medo, afinal é assim que descobrimos nosso potencial e habilidades. Logo, a partir deste instante, está proibido o uso de imagens padrão do Power Point como plano de fundo na prancha em? Parece brincadeira, mas acontece! Haha Na dúvida, deixe o fundo neutro e brinque com as imagens.

Para mais inspirações, não deixem de seguir o Futura Arquiteta  no Pinterest, lá vocês irão encontrar além das inspirações gráficas, muitas dicas de decoração, arquitetura, design… Tudo aquilo que a gente ama! ❤

Agenda FA: Feicon Batimat 2016

Feicon 2016 FA

Essa semana ocorre em São Paulo a maior e única feira da América Latina voltado para o mercado da construção civil, a Feicon Batimat. Serão diversos eventos simultâneos entre debates, palestras e visitas técnicas, além de mais de 2.000 marcas expositoras.

Foto: http://www.feicon.com.br/O-Evento/Galeria/Fotos/

O evento é perfeito para quem deseja inspirações, networking e procura lançamentos e produtos de qualidade, além é claro, atualização profissional. É permitida a entrada de maiores de 16 anos, gratuita com cadastramento online através do site oficial.

Onde? Pavilhão de Exposições do Anhembi, São Paulo – SP

Quando? 12 – 16/04 – Terça à Sexta – 11h – 20h e Sábado 9h – 17h

Alejandro Aravena, o arquiteto chileno ganhador do Pritzker 2016

Alejandro Avarenga

A frente do escritório Elemental, o chileno Alejandro Aravena de 48 anos é o mais novo ganhador do considerado Nobel da Arquitetura, o Prêmio Pritzker.

Destacado pela sua arquitetura de caráter social, o seu trabalhado foi exaltado pelo juri como uma arquitetura inteligente e que contempla os grandes desafios do século 21.

Aravena inicou sua atuação profissional em 1994, dois anos após concluir seus estudos na Universidade Católica de Chile. Hoje, ocupa o lugar no prêmio que foi do arquiteto Frei Otto em 2015, e é o terceiro sul-americano a entrar para lista de vencedores, junto aos brasileiros Oscar Niemeyer (1998) e Paulo Mendes da Rocha (2006).

Entre seus projetos destacam-se o Centro de Inovação Anacleto Angelini (Chile), Faculdade de Matemática da Universidade Católica de Santiago (Chile), Habitação Monterrey (México) e Quinta Monroy (Chile) de caráter social.

Veja fotos na galeria abaixo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Parede Lousa: Saiba como fazer uma na sua casa!

ParedeLousaFA

Em qualquer ambiente, seja ele quarto, sala ou cozinha, sempre tem aquela parede que ninguém sabe o que fazer. Aí sempre apelamos para o clichê: papel de parede, quadros, uma cor diferente, uma estante… Hoje viemos trazer uma forma criativa de estilizar essa parede.: Tinta que transforma a parede em lousa.

Para quem não tem medo de arriscar e aposta no permanente, sugerimos que compre a tinta lousa (existem diversas opções no mercado hoje que são bem facinhas de encontrar). Ela funciona como uma tinta normal, basta preparar a superfície que ela será aplicada e pintar a parede. Os fabricantes geralmente tem instruções de uso e quanto tempo deve-se esperar antes de sair rabiscando na parede nova, isso vai depender de cada um, então sugerimos que procure as instruções de uso ou algum tutorial na internet (que sabemos que existem vários).

Mas calma, também existem opções para quem está fugindo da comoção de pintar uma parede (e que não é lá tão permanente assim). Você pode utilizar papel contact preto fosco na parede e colocá-lo na parte que deseja transformar em lousa. Para ter um acabamento perfeito sugerimos que se passe uma toalha molhada na superfície, assim evitamos bolhas na lousa e o papel aderi melhor na parede.

Colagens106

O legal das paredes lousa é que elas, além de de darem um visual legal no ambiente, são super úteis para qualquer ambiente, já que permitem que sejam escritas e apagadas. Os cômodos mais comuns de serem usadas essas lousas são na cozinha, escritório, quarto e – para quem adora se expressar – logo perto da porta de entrada.

Nas cozinhas podem ser usados como lembretes. Um jeito mais inventivo de deixar recados sem ter que apelar para os bilhetinhos na geladeira. Assim, pode-se colocar receitas e lista de ingredientes. Além de super charmoso, dá um up na sua organização pessoal.

Parede Lousa

No escritório essas lousas podem ser usadas como agendas. Assim pode-se trocar toda a semana e nunca perder um compromisso. Além de que, se você for fazer a parede toda, e não só uma parte dela, não tem como não ver aquela agenda gigantesca haha Uma boa dica é, se o seu computador fica de frente para uma parede, transforme essa parede em lousa, assim ela fica acessível e bem visível.

Parede Lousa1

Para quem vai aplicar essa técnica no quarto temos duas dicas: primeira é fazer a lousa atrás da cama, como se fosse uma cabeceira. Aí você pode escrever suas frases favoritas de filmes, fazer desenhos divertidos… Ou você também pode usá-la como uma grande agenda, colocando atrás da escrivaninha ou em uma parede vazia.

Best-Home-Decorators-sarah-layne-photography-san-diego-wedding-photographer

Outra alternativa para deixar a casa mais aconchegante é colocar uma lousa logo na entrada. Assim, todos que visitarem seu cantinho poderão deixar um recado para você, num estilo bem antigo, mas nunca fora de moda.

Parede Lousa2

E para aqueles que podem se incomodar com a possibilidade da lousa ficar toda manchada, a dica é: faça uma mistura com 70% de detergente para 30% de água. Pronto, isso garante que a sua lousa não fique esbranquiçada, dure mais tempo e seja de fato uma mão na roda na sua decoração.

Esse post foi uma colaboração de Rogerio Fonseca da Tibério Construtora.

DW! Semana de Design em São Paulo

DWComeçou nessa quarta feira, 12, o maior festival de design da América Latina, realizado desde 2012 em São Paulo. Em sua 4° edição, o festival urbano traz para cidade cerca de 200 atrações – eventos independentes, simultâneos e integrados por um programa oficial – para apaixonados por arquitetura, decoração e design.

Se você mora em São Paulo ou estará por aqui entre os dias 12 e 16, não perca a programação imperdível de festas, palestras, workshops, feiras e exposições, que estarão espalhadas pela cidade. Confira abaixo algumas indicações dos “design districts”.

 Art Design Village

ArtDesignVillage

Grande novidade e destaque do Design Weekend 2015, o Art Design Village trará em sua 1° edição, diversas atrações sobre arte, design e cultura. O evento reunirá o Salão de Arte, o MADE – Mercado de Arte e Design, o Salão Design e a Feira High Design Expo; entre outros eventos também nessa edição.

Onde? 

Jockey Club de São Paulo
Av. Lineu de Paula Machado, 1173
Cidade Jardim – São Paulo

Quando?
12 à 16 de agosto de 2015

Quanto?

Quarta e Quinta-feira: Entrada gratuita | Sexta, Sábado e Domingo: R$ 20
Meia entrada para estudantes e idosos

Mais informações e Programação Completa

Al. Gabriel Monteiro da Silva

Desktop2Foto: Reprodução. Fonte: Casa Vogue

Por si só um “prato cheio” para os amantes de design e decoração. Não somente na semana do DW!, a Alameda Gabriel Monteiro da Silva é uma das regiões mais baladas em São Paulo para os fascinados por essa arte, com grandes lojas do segmento mobiliário, tapeçarias, acessórios decorativos e afins. Por lá estarão também disponíveis workshop em lojas, mostra de crianções por novos designers, produtos inovadores e únicos, e também muita criatividade. Vale a pena!

Onde? 

Alameda Gabriel Monteiro da Silva
Prinheiros – São Paulo

Quando?
Atrações relacionadas a Design Weekend: 12 à 16 de agosto de 2015.
Funcionamento normal: Todos os dias.

Mais informações e Programação Relacionada

Ruy Ohtake, imprevisibilidades, desenho e mobiliário

cv003019Foto: Reprodução. Fonte: Casa Vogue

A partir do dia 13/08, estará disponível a mostra fruto do diálogo entre design, arquitetura e urbanismo, focado porém na genialidade do grande mestre Ruy Ohtake, arquiteto conhecido pelo icônico Hotel Unique, e também pelo Conjunto Residencial e Polo Educacional de Heliópolis, ambos em São Paulo e entre mais dos seus 400 projetos. A mostra tem como proposta celebrar o design do arquiteto paulistano, “que explorou o uso do concreto como matéria-prima desde seu primeiro móvel e que, a partir de 1997, expandiu também para outros materiais, entre eles o metal.”

moveis_ruy_ohtake_18
Croquis de móveis novos do arquiteto, serão apresentados pela primeira vez na Mostra.
Foto: Reprodução. Fonte: Casa Vogue

Onde? 

Instituto Tomie Ohtake
Av. Faria Lima 201 (entrada pela Rua Coropés 88)
Pinheiros, SP

Quando?
13 de agosto, às 20h, até 6 de setembro
de terça a domingo, das 11h às 20h

Quanto?

Entrada gratuita

DW2

Você pode encontrar todos os lugares e programação da Design Weekend por São Paulo no site oficial do evento www.designweekend.com.br

Compartilhe conosco os seus achados da Semana na nossa página do facebook!

Sites e Aplicativos para Arquitetos, Designers, Paisagistas e Urbanistas

Incandescente

O mundo tecnológico vem nos surpreendendo a cada dia que passa, e ainda melhor quando se tratam de criações inovadoras em ferramentas que ajudam cada vez mais o trabalho de profissionais como nós Arquitetos, Designers, Paisagistas e Urbanistas.

Sites e diversos aplicativos hoje cumprem bem essa função de facilitar o nosso dia a dia. Selecionei por tanto, alguns deles.

AutoCAD 360

É difícil um profissional ou até mesmo estudante da área de Arquitetura ou relacionadas, não ter tido contato ou nunca ter ouvido falar no programa AutoCAD. Pois bem, o aplicativo AutoCAD 360 é uma versão compacta do programa, funcional e portátil, por meio do qual é possível visualizar, editar e compartilhar plantas no formato .dwg. O app é de graça e está disponível para Android e IOS.

A360 Viewer

A360 Viewer

É uma plataforma gratuíta criada pela Autodesk (empresa de software de design e de conteúdo digital, responsável também pelo AutoCAD, AutoCAD 360), permite abrir e visualizar sem necessidade de cadastro, o conteúdo de mais de 50 formatos de arquivo, entre eles estão: DWG, DXF, DWG (AutoCAD); RVT (Revit); SKP (SketchUp); NWD (Navisworks); 3DS (3D Studio Max); STL (Estéreolitografia, para impressoras 3D). Acesse por aqui.

Pl@ntNet

O Pl@ntNet possui um sistema de informações colaborativo, ao carregar imagens no app ou até mesmo tirar suas próprias fotos, o usuário que trabalha com paisagismo, jardinagem ou botânica, pode compará-la com outras existentes na base de dados, permitindo assim identificar inúmeras espécies de plantas. O app é gratuito e está disponível para Android e IOS.

Houzz Interior Design Ideas 

App que possui mais de três milhões de opções de imagens de ambientes, com diversas inspirações para designer de interiores e exteriores, é possível carregar suas próprias imagens ou apenas buscá-las. O aplicativo é de graça e está disponível para Android e IOS.

Mepro (Meça e Procure)

Aplicativo criado com o intuito de harmonizar a proporção entre o tamanho dos eletrodomésticos e as medidas do ambiente em questão. Após inserir as dimensões (largura x altura x profundidade) do local, o app mostra os produtos ideais, de acordo com a marca, modelo e categoria de preço. Assim, é possível comprar eletrodomésticos sob medida, com economia de tempo e dinheiro. É gratuito e está disponível para Android. 

RoomScan

Já mostrado anteriormente na página do blog no Facebook (curta a página ao lado), o RoomScan, desenvolvido pela empresa Locometric, tem como função facilitar na hora de criar uma planta baixa qualquer ambiente já existente, caminhando apenas pelo seu perímetro. O app é gratuito mas possui também versão “pro” com mais ferramentas para uso, e está disponível apenas para IOS.

Streetmix

Criado pela empresa “Code for America“, o sistema funciona online e permite que qualquer pessoa possa planejar ruas e avenidas de qualquer cidade, criando e misturando elementos das ruas como ciclovias para bicicletas, faixas para automóveis e ônibus, canteiros, calçadas e árvore, possibilitando e facilitando planejamentos para arquitetos e urbanistas. É gratuito e pode ser acessado por aqui.

Conhece algum outro App? Compartilhe conosco nos comentários!