60 anos de “Ibira”

BG

Ponto de encontro, lazer e cultura, o parque Ibirapuera, localizado na cidade de São Paulo e um dos mais queridos dos cartões postais da cidade, está completando 60 anos de existência. Hoje o símbolo mais arborizado da cidade atende a 1.2 milhões de frequentadores por mês, 15.700 árvores em área de 1,58m² e 218 espécies de animais.*

parque-ibirapuera-arte-turismo-lazer-em-sao-paulo

Planejado por Augusto Teixeira Mendes, o parque foi idealizado por José Pires do Rio, prefeito de São Paulo entre 1926 e 1930, inspirado pelo Central Park, de Nova York, e pelo Bois de Boulogne, de Paris.

Além de referência de lazer para milhões de paulistanos, o “Ibira” abriga vários projetos do renomado arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer: Museu Afro, OCA, Auditório, Bienal e Marquise.

Nova pasta

Nessa semana de aniversário, o parque terá diversas atrações abertas ao público. Confira a programação:

  • Mayas: Revelação De Um Tempo Sem Fim – Na OCA, das 9h às 17h, até 24/08. Grátis;
  • Bourbon Street Fest – Domingo, 24/08, show de Oeleans Street Jazz Band. Grátis;
  • Bike Tour Especial – Passeio guiado, às 18h. Incrições pelo site http://www.biketoursp.com.br;
  • Flash Mob – Ás 19h, comemoração do aniversário com “Parabéns pra Você”
  • Fonte Multimídia – Projeção de luzes e som, 21/08 às 19h

Então você que mora em São Paulo ou tem fácil acesso a região, não perca esse momento e claro, aproveite o que de melhor o nosso “Ibira” tem para oferecer!

*Dados retirados do jornal O Destak, 21/08/2014 Quinta-feita, São Paulo
Anúncios

Oscar Niemeyer: Clássicos e Inéditos

Exposição Niemeyer

Oscar Niemeyer (1907 – 2012), difícil encontrar alguém que nunca tenho escutado esse nome e/ou conheça essa personalidade. Entre os brasileiros de nossa época, Niemeyer é um dos que melhor representam o ultrapasse dos limites da própria produção. Com sua arquitetura moderna e traços curvos únicos, deixou pelo Brasil e pelo Mundo o seu registro. Eis então que o Itaú Cultural se uniu à Fundação Oscar Niemeyer e nos trouxe a Oscar Niemeyer: Clássicos e Inéditos, onde seus projetos inéditos e materiais raros são aproximados ao público em uma exposição completa e rica de informações textuais, visuais e interativas.

Inaugurada no dia 4 de Junho, Oscar Niemeyer: clássicos e inéditos estará exposta até o dia 27 de Julho de 2014, aberta de terça a sexta das 9h às 20h; sábados, domingos e feriados das 11h às 20h; Piso 1, -1 e -2. Itaú Cultural, Avenida Paulista, 149 – São Paulo/SP.

Vale muito a pena a visita e a entrada é franca.

Este slideshow necessita de JavaScript.

São Paulo: Há 459 anos sendo a cidade que nunca dorme

São paulo 2

São Paulo, a maior cidade da América Latina e coração do Brasil, completa hoje 459 anos! Destino migratório de muita gente há muitos anos, que vinham atrás de uma vida melhor.

São Paulo cresceu e desenvolveu assim. Cada canto, cada casa, cada edifício, com o suor de muita gente, de praticamente todo o mundo. Chineses, Japoneses, Italianos, Franceses, Espanhóis…Bahianos, Cearenses, Mineiros…Brasileiros (natos, naturalizados ou simplesmente autodeclarados) e Paulistas com muito orgulho!

Cidade cultural e polo lucrativo, repleta de ruas e avenidas, muitos altos e baixos, por onde se vê muita correria…Apesar de ser considerada por muita gente sinônimo de trabalho,  tem muita alegria por trás de tanta fumaça cinza. Com uma vida noturna agitada, São Paulo é a cidade que nunca dorme.

E o que temos pra admirar se não todas as suas formas, ora antiga com traços europeus preservados de uma época colonial, ora moderna, cheia de curvas, vidros e nomes de arquitetos renomados como Oscar Niemeyer e Ruy Ohtake?

Ela é isso. São Paulo é isso. Toda uma mistura de tradições, raças, culturas e estilos diferentes. Parabéns a Metrópole, e que venham mais melhoras, sejam elas estrutural, cultural, educacional e sustentável, pra toda uma população que ainda possuem muitos sonhos a serem realizados aqui.

São paulo

Poema: Lições da arquitetura

Para Oscar Niemeyer

No ombro do planeta
(em Caracas)
Oscar depositou
para sempre
uma ave uma flor
(ele não faz de pedra
nossas casas:
faz de asa)

No coração de Argel sofrida
fez aterrissar uma tarde
uma nave estelar
e linda
como ainda há de ser a vida

(com seu traço futuro
Oscar nos ensina
que o sonho é popular)

Nos ensina a sonhar
mesmo se lidamos
com matéria dura:
o ferro o cimento a fome
da humana arquitetura

nos ensina a viver
no que ele transfigura:
no açúcar da pedra
no sonho do ovo
na argila da aurora
na pluma da neve
na alvura do novo

Oscar nos ensina
que a beleza é leve

(Ferreira Gullar, Na Vertigem do Dia. in Poesia completa, Teatro e Prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2008.)

*Eu estava fazendo um simulado para enem, vestibular…e apareceu esse poema em umas das questões de português, achei muito bonito, interessante e resolvi postá-lo aqui para vocês, espero que gostem! ^^